RECEITA FEDERAL TEM ARRECADAÇÃO RECORDE EM JANEIRO


Brasília - A Receita Federal obteve arrecadação recorde para janeiro. No mês passado, foram acumulados R$ 33,873 bilhões em impostos e contribuições federais. Segundo dados divulgados hoje pelo órgão, o resultado apresentou crescimento real (com correção pela inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA) de 0,93%, e nominal de 6,68% sobre janeiro de 2005.

De acordo com o secretário-adjunto da Receita Federal, Ricardo Pinheiro, o comportamento da arrecadação em janeiro confirma os "bons níveis" da atividade econômica e maior eficiência no combate à sonegação tributária. Segundo ele, a arrecadação de janeiro só não foi maior em virtude das mudanças no prazo de recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) sobre os rendimentos dos trabalhadores assalariados.

A mudança foi incluída na chamada Lei do Bem. O prazo passou de semanal para mensal e fez com que a arrecadação de janeiro desse tributo fosse, na prática, de apenas uma semana. Nos próximos meses, explicou Pinheiro, o fluxo da arrecadação se ajusta. "Perdemos num primeiro momento e empatamos lá na frente", disse ele.

Este mesmo motivo fez com que a arrecadação em janeiro apresentasse queda de 8,10% em relação a dezembro de 2005. Também influencia nesta base de comparação a forma de apuração do imposto sobre aplicação financeira em fundos de investimento, que passou de mensal para semestral, com recolhimento nos meses de junho e dezembro. Essa mudança provocou a queda de 62,72% na arrecadação do imposto de Renda Retido na Fonte sobre rendimentos capital em janeiro em relação a dezembro. 

Dados de janeiro

As receitas administradas somaram R$ 31,256 bilhões e, as demais (taxas e contribuições controladas por outros órgãos), R$ 2,616 bilhões. A Receita também divulgou o resultado dos índices administradas pela Secretaria da Receita Previdenciária do Ministério da Previdência Social. Essas receitas somaram R$ 9,84 bilhões no período, apresentando crescimento real de 9,37% sobre janeiro de 2005.

Fonte: Estado de São Paulo, 20/2/2006, reportagem de Adriana Fernandes.



ARQUIVO:
 LEIA TAMBÉM
 • Domínio público
 • CPMF e Previsão ORçamentária
 • Decadência é matéria privativa de lei complementar
 • Dogmática jurídica?
 • Juízes são obrigados a receber advogados